MARIANGELA BARRETO
POESIAS E DELIRIOS
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Este silencio me atordoa me confunde
tento não pensar, tento não lembrar,
tento não sentir tua falta, teu cheiro, tua voz.
Faço tantas coisas ao mesmo tempo, 
ocupo os espaços da minha vida, da minha mente
para não ouvir os gritos do meu coração
querendo você, pedindo você, necessitando você.
Mas é inutil, você não vem, nem mesmo em sonhos, 
nunca mais  te verei, te beijarei, nem tua voz ouvirei 
a chamar meu nome, a me abraçar apertado á noite,
na nossa cama, agora tão fria, 
onde sómente  restam  lembranças 
legado inexoravel  dos amantes humanos e mortais...


 
 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 30/09/2020
Alterado em 30/09/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários