MARIANGELA BARRETO
POESIAS E DELIRIOS
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Minha poesia é uma entidade
chega pra mim sem malicia, sem maldade
me toma me transgride a força, a vontade
me embebeda  de luxuria e sonhos
minha poesia é minha saida da quarentena
onde vivo e transmuto minhas dores em poemas
salto abismos e fantasio combates
 onde venço canalhas e fantasmas que se escondem
no meu cansaço,  
mas não fujo da luta, nem da vida
reclamo sim, mas também agradeço
reconheço em mim a luz que ilumina a sombra
sofrida e vazia que implora humanidade.
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 17/04/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários