MARIANGELA BARRETO
POESIAS E DELIRIOS
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Hoje me sinto mais frágil 
respiro o ar  com força
para me sentir presente
dentro de mim, 
além da  prisão que ameaça 
meu viver e alegria
deveria estar exultante
estou  sobrevivente, 
tudo no lugar, será?
mas a leveza não me inspira
me falta aceitação 
de aceitar o imponderável, 
Fecho os olhos 
a saída é para dentro
onde me escondo e me salvo
 lá fora o sol é belo,
onde estão as crianças brincando 
as pessoas trabalhando
o barulho dos carros, a vida gritando?
que mundo estranho é este
onde de repente vivo,
sobrevivo
entre politicagem e vírus 
ditadores ameaçadores  
que se alimentam de corpos e morte,
lamentos separações impossibilidades?
eu, um alvo ambulante
lançada no mundo holográfico 
artificial   desigual
neste jogo de xadrez
indecente, covarde, inconveniente
neste dramalhão imoral que se chama vida.

 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 17/04/2020
Alterado em 17/04/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários