MARIANGELA BARRETO
POESIAS E DELIRIOS
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Não sei o que será amanhã
se  estarei lá ou aqui 
tão perto tão distante 
de tudo que amo e que amei.

Não sei o que será amanhã
não sei o que será de mim
mesmo tentando driblar o medo
de me saber tão finda, tão fragil, 
 fugaz...

ah! vida como me agarro a ti
e temo perdê-la...

Não sei o que será amanha
se vai acabar a ilusão 
de um mundo que construi
perdas e ganhos que conquistei
de tudo que sonhei, lutei e vivi.

Não importa como será o amanha
o que vale são as sementes plantadas
encontrar em mim o que foi perdido
o elo  de amor com a humanidade.
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 22/03/2020
Alterado em 22/03/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários