MARIANGELA BARRETO
POESIAS E DELIRIOS
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Tem dias que são  assim,
tiro a máscara,
afasto os medos,
a resistência e incoerências,
libero julgamentos e tormentos 
Só eu sozinha, 
eu comigo e a poesia
desfazendo a ilusão de poder
me entregando a singeleza do ser
aprisionado no coração .

Tem dias que são assim,
me desfaço de tudo 
que nega a emoção, 
que renega
a fragilidade
a mansidão  gratidão 
que nega minha vida
minha alma e a saudade.

Assumo minha leveza, minha pureza
minha nostalgia e alegria 
pura gratidão 
a minha alma e  coração 
mosqueteiros indomáveis 
na dança da eternidade.


 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 25/02/2020
Alterado em 01/04/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários