MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Quanto mais me expurgo mais me dissipo,
de tão alva já posso me enxergar
 sorrio graciosamente, quanta ironia
quanto mais me perco mais estou a me achar.

Enquanto caem trovões eu levito em orgasmos,
os sons me transportam a portais de luz,
minha alma transccende em febris dourados,
inebrio-me no paraiso imersa nesta paisagem,
já não sofro, simplesmente vou no fluxo,
desvaneço!!
 
   
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 08/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários