MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Afundo-me na poesia para calar a agonia
agora trocaria todas as  fantasias 
que acreditei um dia
para  viver e lutar por mim,
acreditar, reerguer-me.
Quero acabar com tudo
apagar minha mente,esquecer 
 desta vida, desta ilusão
estou completamente nua, vazia,
doente, perdida de mim, da minha alma
do meu coração....
A vontade de morrer é imensa
ter que conviver com este carrasco
não ter esperança, oh! liberdade
não ter sonhos, não ter compaixão
para estender as mãos, salvar uma vida
a minha pra começar de novo,
Tristeza é afundar no desespero,
olhar para o ceu não ver o sol,
meu deus, que triste fim,
nunca pensei  terminar assim...
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 29/01/2018
Alterado em 13/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.