MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Que deus sou eu sem trono, sem reino, sem riquezas,
a vagar  sem rumo?
então me diga você o que me fará desistir da fuga, da negação, da loucura? 
Me fale deste espaço onde tudo acontece, o bem e o mal, o belo e o feio,
confirme que tem que ser assim,breve e fugaz,
tão simples, tudo ou nada,
somente  viver.
Em quantos outros portais multidimensionais  terei   que me perder,
sem controle, sem memorias,  sem saber de mim,
 quem eu  sou,
ouvindo meu grito  desamparado ecoando neste espaço,
rastreando o poder perdido, recluso,
buscando  unificar a dualidade corrompida..
Serei somente uma  sombra canalizando a propria voz,
parindo a propria luz desvelando as trevas,
ressurgindo, reconquistando o trono, o reino,
o si mesmo lançado no  tempo,
encontro marcado e despedida?
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 29/11/2017
Alterado em 29/11/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários