MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Me agarro desesperada
nos limites dos sonhos
para não despencar nos abismos
desta dor que consome o umbral
dos meus medos e utopias.

Acreditei demais em sonhos
alimentei quimeras e fantasias
hoje me encontro assim, desnorteada
 enlouquecida e vazia.

Sou um infimo fragmento de tempo
que consome  meu delirio iconoclasta
sou um nada no limbo do universo colossal
flutuo no vácuo neste espaço tempo
em buracos negros
vazios de mim, repletos de vida
cansados de solidão...

 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 11/10/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários