MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


E aqui estou eu neste momento
cara a cara comigo,qual é meu destino?
rufam ondas de odio,já dobram os sinos
o palco  montado, qual o meu papel?

Joelhos na terra, espada no chão
triste templario nesta solidão
clamo aos ceus por tantos pecados
nada mudou,  sou um desgraçado.

E agora o que faço, qual meu castigo?
ator, expectador,eu sei do perigo
ser ou não ser, ver ou não ver,
qual meu papel, qual meu destino?

  
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 29/09/2017
Alterado em 29/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários