MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Diante da encruzilhada me vejo
 já sei o caminho eu já defini
mas estou  assim absorta,temerosa
sem saber qual  passo  dar
como caminhar como seguir  ?

Recomeço, gratidão e fé
avançar pra frente do jeito que der
esperando milagres,recados,sinais
meu caminho é livre não tem portais
sem rimas, sem metricas, rebelde demais.

Será que tudo isto é uma fantasia
prá reconquistar minha alegria
que há tanto tempo ficou para trás
será que este sonho é pra me perder
será que é medo de envelhecer, 
negação do fim,da noite, da morte, 
medo de revelar e encontrar o ser
lançado no mundo,
solto  no vazio
andando em circulos, no labirinto
diante de uma encruzilhada
me vejo...





 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 28/02/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.