MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Enlouqueci,desfiz as malas,
arranquei a máscara,
desmontei-me,esquartejei-me
violentei o sigilo sagrado,
sacerdotisa perdida, naufraga
me lancei, me perdi, entreguei-me
a sombra, ao grito, a dor.
Contei segredos imsondaveis,
olhei nos olhos e mergulhei no abismo
da desesperança disfarçada
de fé, de força, de coragem.
De dia vestal pura, endeusada
nas noites a sombra retorna
com ela vem a dor, a angustia
a torturar este espaço vazio
onde mora apertado um coração
aflito, sensivel, fragil demais...   
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 08/11/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.