MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Fico me esquivando
tento driblar a dor
não mergulhar no medo
prá não sentir o asco
a náusea, o visgo, 
o excremento das feridas
do uivo das mulheres
parindo expelindo  vidas
a serem ofertadas
nos templos dos deuses pagãos .

A transmigração na carne
é o combustivel
que alimenta a  opressão
dizima quem não desperta, 
quem não entende
que todo este enredo
é tudo sonho, karma,
maya, ilusão.

 
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 10/11/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários