MARIANGELA BARRETO-
POESIAS E DELIRIOS
CapaCapa TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


É triste rasgar-se
revirar-se ao avesso
e encarar as sombras
 incansáveis e ávidas 
buscadoras de luz,
perseguindo o perdão,
tentando preencher o vazio, 
buscando a liberdade,
miragem que persegue
a todos os que sofrem,
que gemem, 
guerreiros infatigáveis
no encalço da esperança
natureza pueril dos sonhos perdidos,
de quem perdeu a inocencia
e a beleza colorida
do seu mundo esquecido 
um buscador fazendo catarse
para resgatar a criança
antitese e cura da cegueira
da matrix...
Mariangela Barreto
Enviado por Mariangela Barreto em 13/09/2015
Alterado em 14/09/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários